Em recuperação judicial, Viação Itapemirim lança empresa aérea e pretende contratar 600 funcionários

13 out

Iniciativa do grupo gestor da marca Itapemirim demonstra que a recuperação judicial é uma aliada para as empresas que se encontram em dificuldades momentâneas, sendo possível manter projetos estratégicos de médio e longo prazo, mesmo enquanto se enfrenta um período turbulento.

O grupo terá ônibus leiloados a partir de 15 de outubro de 2020, como forma de levantar valores para o pagamento de dívidas trabalhistas, medida que ocorre ao mesmo tempo em que dá andamento aos preparativos de lançamento de sua empresa aérea.

De acordo com o Ricardo Vilaça, CEO do Grupo Itapemirim, a empresa aérea iniciará as atividades já em 2021, operando 10 unidades do moderno Air Bus A 320, com voos chegando e partindo dos aeroportos de Guarulhos, Galeão, Brasília, além de uma capital do nordeste.

Segundo o Dr. João Roberto Ferreira Franco, sócio-diretor do Escritório Lodovico Advogados, “isto só demonstra que quando a recuperação judicial é séria a empresa tem condições de fazer uma reestruturação e retomar seu crescimento de modo a conseguir sanar a crise econômica financeira. Ademais, não podemos tomar por base empresas que não saem da recuperação porque não sabemos se o real motivo do insucesso do procedimento se deve ao próprio procedimento ou às pessoas que o utilizam, principalmente os gestores das empresas que precisam, no momento que ingressam com a recuperação judicial, mudar de forma radical a maneira que enxerga sua atividade, daí a importância de profissionais competentes e qualificados para auxiliar nesta fase”.

Fonte G1

07/10/2020

Publicações Relacionadas: