IMPRENSA

Governo prorroga o BEm, programa de suspensão de contrato e redução de jornada

Com o decreto 10.517/20, publicado em 14 de outubro, fica prorrogado até 31 de dezembro de 2020 a permissão do governo para empresas e empregados acordarem a redução de jornada e suspensão de contratos, tendo como contrapartida a manutenção dos postos de trabalho.

Como se sabe, de acordo com o BEm, no caso de redução de jornada de trabalho em 25%, 50% e 70%, o governo paga um benefício emergencial ao trabalhador com o objetivo de repor parcialmente a remuneração do mesmo, até o limite de R$ 1.813, 03 ao mês.

Até o mesmo, mais de 9,7 milhões de trabalhadores aderiram ao BEm.

De acordo com Dr. Fernando Araújo, “a prorrogação do benefício emergencial vem em boa hora, pois colaborará para que as empresas que enfrentam dificuldades econômicas decorrentes da pandemia do coronavírus possam manter suas atividades e continuem gerando emprego, de modo a contribuir para a recuperação da economia brasileira”.

 

Fonte:

Agência Brasil

14/10/2020